Category: Alternative

A Rua Da Minha Saudade - Tonicha - O Que Foste E Já Não És (Vinyl)

8 comments

  1. Todos somos poucos para promover a Música Portuguesa. Rua da Saudade Canções de Ary dos Santos Mafalda Arnauth, Susana Félix, Viviane e Luanda Cozetti reúnem-se para homenagear José Carlos Ary dos Santos. Interpretações que tocam diferentes sonoridades do pop, ao fado, passando pelo jazz e até o ritmo da bossa nova. See More.
  2. O padeiro foi-se embora Foi-se embora o professor Na rua só passa agora O abade e o doutor O homem do realejo Nunca mais por lá passou O Tejo já não o vejo Um grande prédio o tapou O relógio da estação Marca as horas em atraso E o menino do pião Anda a brincar ao acaso A livraria fechou A tasca tem outro dono A minha rua mudou Quando.
  3. Há espaços que são sempre nossos. E quem os habita, habita também em nós. Falamos da nossa rua, desse lugar que nos acompanha pela vida. A rua como espaço de descoberta, alegria, tristeza e amizade. "Os da Minha Rua" tem nas suas páginas tudo isso.4/5(69).
  4. Minha saudade É a saudade de você Que não quis levar de mim A saudade de você E foi por isso Top Songs. You Need To Calm Minha saudade É a saudade de você Que não quis levar de mim Mas eu tenho até hoje A saudade de você Eu já me acostumei A viver sem teu amor Mas só não consegui Foi viver sem ter saudade Minha saudade É a.
  5. Foi com enorme alegria que por acaso vi o Clube de Fãs da Tonicha. Ela é e será sempre para mim a maior voz portuguesa. Há 37 anos que a sua voz me tem acompanhado nos bons e maus momentos da minha vida. Bem haja, Tonicha e volte porque a música portuguesa precisa de si. É um sonho meu um dia poder estar na frente dela para lhe poder.
  6. Oh saudade da minha rua. Quando tinha iluminação! Quebraram todas as luzes. Estamos na escuridão. Mesmo coma rua iluminada. Não acabou o nosso sofrimento.
  7. Preço unitário 2 Discos vinil vintage - Música italiana - Made in Italy Vinyl Record - Shellac, 10", 78 RPM - Serenata Portoghese / Surriento D' 'e Nnammurate (Nilla Pizzi, Angelini e la sua Orchestra, Otoo Strementi) DC , Italy - Torname O Core mio / Fatalità (Elsa Fiore, Orchestra típica napoletana, Giuseppe Anépeta) DC
  8. Minha laranja amarga e doce, meu poema Feito de gomos de saudade, minha pena Pesada e leve, secreta e pura Minha passagem para o breve, breve instante da loucura. Minha ousadia, meu galope, minha redia Meu potro doido, minha chama, minha restia De luz intensa, que após aperta Minha denuncia, e do que pensa que sente gente certa. Em ti respiro, em ti eu procuro Por ti consigo esta força que.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *